Como depurar o seu organismo

Como depurar o seu organismo

Como depurar o seu organismo

As palavras “depurar”, “detox” ou “desintoxicar”, aplicadas ao nosso organismo, entraram no nosso vocabulário diário, justificados pela vida agitada e stressante dos dias modernos, em que a alimentação descuidada, o sedentarismo, o stresse e até a poluição ambiental criaram uma espécie de necessidade de reequilibrar o organismo através de um detox. O objectivo principal é, pois, “limpar” o organismo de toxinas e líquidos em excesso, ajudando a manter uma boa imunidade, digestão saudável e mesmo a emagrecer e/ou a manter o peso normal, numa espécie de desintoxicação do corpo de todos os hábitos prejudiciais.

 

Uma depuração eficiente no organismo deverá ser acompanhada de uma alimentação cuidada, rica em frutos e verduras, e da ingestão abundante de água, auxiliando o corpo na sua tarefa de aliminação de líquidos e toxinas, ou seja, facilitando o trabalho de orgãos como a pele, o fígado, os rins e os intestinos.

 

No que concerne a alimentação, existem plantas medicinais bem nossas conhecidas que poderão ajudar a uma depuração eficiente, tais como:

 

Borututu:

Esta planta é rica em quinonas, catequinas, polióis e bioflavonóides, substâncias com propriedades desintoxicantes, purificadoras e antioxidantes de excelencia, promovendo sobretudo a boa actividade do fígado.

 

Alcachofra:

É uma planta medicinal digestiva, exercendo uma ação benéfica na saúde do fígado e vesícula biliar, responsável pela digestão das gorduras da dieta.

 

Cardo-mariano:

Pela presença de silimarina e elevado teor em flavonóides, é conhecido por “limpar” e regenerar o fígado, prevenindo a acumulação de toxinas que o danificam e destroem e melhorando grandemente a sua função.

 

Boldo:

De entre as suas propriedades medicinais, destaca-se principalmente o seu efeito digestivo e hepatoprotector (protector do fígado), pelo que é usualmente indicado para consumo (em infusão, cápsula ou outra forma suplementar) nos casos de digestão difícil, azia e/ou enfartamento após as refeições, má digestão das gorduras (por disfunção do fígado ou da vesícula biliar), náuseas, vómitos e obstipação (laxante suave).

 

Rábano negro:

Tradicionalmente usado para melhorar o processo digestivo em geral, esta planta contribui para a produção dos sucos digestivos e para o normal funcionamento da função do fígado.

 

Dente-de-leão:

Apesar de ser digestivo e anti-inflamatório, a sua facilidade em eliminar líquidos e toxinas, atrevas da estimulação da produção de urina, faz desta planta uma referência no tratamento da retenção de líquidos e inchaço, razão pela qual é frequentemente ingrediente principal em formulações dietéticas para o efeito.

 

  :: ARTIGOS RECOMENDADOS PARA SI

 

beneficiosdoexerciciocelulite
 
10_CONSELHOS_PARA_PERDER_BARRIGA_RAPIDO
 
8plantasqueemagrecem