9 causas de fadiga e como combatê-las

9 causas de fadiga e como combatê-las

9 causas de fadiga e como combatê-las

1. Poucas horas de sono. Esta parece ser a principal causa de fadiga e, apesar de obvia, nem todas as pessoas sabem que precisam de dormir 7-8 horas/dia para estarem no pleno das suas funções físicas e psicológicas.

A solução pode passar por ser mais rigoroso na hora de dormir, evitando distracções como computadores, telemóveis e/ou televisão no quarto. Por outro lado, evitar refeições “pesadas” antes de dormir também ajuda, optando por um jantar mais leve. Se continuar com dificuldade em dormir, consulte um profissional de saúde para o ajudar a solucionar este problema.

 

2. Apneia do sono. Pode dormir as horas suficientes mas, ainda assim, não estar a descansar o suficiente. É o que acontece em pessoas com apneia do sono, caracterizada por períodos curtos de bloqueio da respiração enquanto dorme. Usualmente, não dá por isso, mesmo que acorde de noite após os bloqueios de respiração, mas sentirá sono e cansaço acentuados durante o dia, sem causa aparente.

A solução passa pelo diagnostico adequado feito pelo seu medico, e, em muitos casos, a solução pode passar por perder peso (em casos de excesso de peso/obesidade) e/ou deixar de fumar.

 

3. Alimentação insuficiente. Comer pouco ao longo do dia causa falta de energia, mas comer os alimentos errados também. Desde logo, cortar radicalmente nos hidratos de carbono pode originar fadiga, pois são a nossa principal fonte de energia. Por outro lado, mesmo que coma ao longo do dia, se optar por alimentos ricos em açúcar causa alterações drásticas (“picos”) de glicémia (níveis de açúcar no sangue), sentindo-se sem energia quando estes valores descem.

Comer de 3-3 horas, banir os açúcar da dieta, optando por fontes de hidratos de carbono de absorção lenta, é uma solução que, alem de contribuir para aumentar os níveis de energia diários, faz parte de uma alimentação equilibrada.

 

4. Anemia. A anemia é caracterizada pela redução do numero de glóbulos vermelhos no sangue, sendo estes os responsáveis pelo transporte de oxigénio as células.

As causas podem estar associadas a má alimentação (carência de ferro e/ou vitaminas, como a B12 e o acido fólico) ou a perdas de sangue exageradas (no caso das mulheres, menstruações prolongadas), pelo que a solução pode passar pela toma de suplementos vitamínicos, alimentação rica em fontes de ferro e vitaminas ou outras abordagens clínicas nos casos em que a causa não é alimentar.

 

5. Depressão. Esta enganado se pensa que a depressão é apenas um distúrbio emocional. As consequências físicas deste quadro são inúmeras, com destaque para a baixa imunidade, doenças inflamatórias e fadiga cronica.

Nestes casos, será necessário consultar um medico para o devido aconselhamento.

 

6. Hipotiroidismo. Um dos sintomas do hipotiroidismo (sub-funcionamento da glândula tiroide) é a falta de energia, sono e fadiga. Esta glândula intervém directamente no metabolismo energético, isto é, a velocidade a que o seu organismo converte combustível (nutrientes) em energia.

Poderá ser necessária medicação (hormonas sintéticas) e alguns cuidados alimentares.

 

7. Excesso de cafeína. Doses moderadas de café (ou bebidas cafeinadas) podem ajudar a manter o estado de alerta, prevenir a sonolência e aumentar a concentração, contudo, o excesso desta substancia tem efeitos no aumento da pressão arterial, ritmo cardíaco e pode provocar fadiga.

Não deve exceder as 2-3 chávenas de café/dia e esteja atento a outras fontes de cafeína, como bebidas refrigerantes, suplementos ou chá.

 

8. Diabetes. A fadiga persistente e sem causa aparente, mesmo quando se alimenta bem, pode ser causada por diabetes, em que apesar de comer o suficiente, o seu organismo não consegue que a insulina trabalhe de forma eficiente, fazendo com que o açúcar se mantenha na corrente sanguínea em vez de entrar nas células.

O despiste desta doença é feito com analises clínicas, pelo que se desconfia desta situação, consulte o seu medico. O tratamento passa por uma dieta equilibrada, exercício regular e pode necessitar ou não de medicação.

 

9. Desidratação. Tao simples quanto isto: beber pouca agua ao longo do dia contribui para a sensação de fadiga.

Beber água apenas quando se tem sede não é suficiente, sendo que deve ingerir agua (simples ou na forma de líquidos não açucarados) ao longo do dia, na quantidade de, pelo menos, 1,5 litros.

 

:: ARTIGOS RECOMENDADOS PARA SI
Colesterol 10alimentosparamelhorarasaude-02 frutosecos