O adoçante engorda?

O adoçante engorda?

O adoçante engorda?

O adoçante engorda?

 

Aí está uma boa pergunta. O adoçante é utilizado em substituição do açúcar, nos planos de emagrecimento,  para promover a redução calórica diária; e pelos diabéticos, para evitar oscilações dos níveis de açúcar no sangue.

Então se assim é, porque surge este dúvida? Se é vulgarmente usado para ajudar a emagrecer logicamente não engorda... vejamos....

 

O adoçante químico, que habitualmente encontramos à venda é aspartame.

Esta substância tem uma capacidade de adoçar 200 vezes superior ao açúcar, por este motivo que uma pequena quantidade é suficiente para atribuir o mesmo sabor doce de um pacote de açúcar.

 

O aspartame é formado quimicamente por L-fenilalanina e L-aspártico.

A ingestão diária aceitável (ADI) de aspartame, na Europa, é de 40mg/kg de peso corporal. Se fizer os cálculos, uma pessoa com 70 kg pode consumir até 2,8g de aspartame por dia. E isto representa a dose aceitável, não a recomendada.

É do senso comum que os adoçantes artificiais são prejudiciais à saúde quando consumidos regularmente e e quantidades superiores às desejáveis.

O que é novidade é que a obesidade também está associada ao consumo de adoçante artificial.

Estudos realizados provam esta relação.

Ao que parece o adoçante faz com que sinta uma maior vontade de comer doces. O aspartame tem ação em vários sistemas do nosso corpo e a nível do cérebro provoca descida dos níveis de serotonina.

Este efeito reflete-se num desejo aumentado por consumir hidratos de carbono, como pão e outros derivados das farinhas, cereais, açúcar e doces em geral.

Ao ingerir estes alimentos acaba por aumentar de peso ou por não conseguir perder peso, que seria o objetivo do consumo do adoçante. O consumo destes açúcares provoca mais vontade de comer açúcares. Mas como está de dieta vai optar pelos produtos com baixo teor de açúcar, que contêm adoçante para disfarçar o sabor (os chamados produtos “diet”). E está a consumir novamente aspartame e a aumentar a vontade de consumir doces... entra num círculo vicioso.

Se conseguir resistir à tentação o efeito pode ser ampliado. Ou seja, fica nervoso, ansioso o que provoca maior sensação de fome e promove uma digestão mais rápida.

O ideal é mesmo conseguir evitar esta substância.

O que muitas pessoas não sabem é que consumimos adoçante em muitos alimentos processados. Os refrigerantes, sumos, bolos, bolachas, iogurtes, sobremesas... Basta olhar para o rótulo e procurar os famosos “E´s”.

O aspartame é representado pelo E951 e nos produtos que o contêm aparece a designação “contém uma fonte de fenilalanina”.

 

Há ainda a teoria de que, devido à sua toxicidade, pode estimular a acumulação de gordura e como altera os padrões de sono provoca um descontrolo bioquímico que promove o ganho de massa gorda. No entanto, ainda não se conhecem bem os contornos deste assunto.

 

Assim, opte pelas frutas frescas, legumes, sementes, frutos secos e tudo o que de natural houver... Se não passar pela fábrica não contêm aditivos.

No café, chá, leite e afins simplesmente não coloque nada! Aprecie o sabor natural!

 

 

 

:: ARTIGOS RECOMENDADOS PARA SI
10alimentosparamelhorarasaude-02.jpg
plano-alimentar-semanal.jpg
10razoes_paranabusardoacucar.jpg




Mostrar por página
Ordenado por
Picolinato de Crómio
Picolinato de Crómio

Redução do apetite por doces.

 
Antes 15,99 €
9,84 €
Você poupa 38 %
Block Fórmula
Block Fórmula

Perda de peso. Suprime o apetite. Bloqueia os hidratos de carbono e elimina gorduras..

 
Antes 22,29 €
19,99 €
Você poupa 10 %
Calory Blocker
Calory Blocker

Bloqueador de gorduras. Solução para perda de peso natural.

 
Antes 29,52 €
22,99 €
Você poupa 22 %
Pack Pré Excessos
Pack Pré Excessos

Pack indicado para Pré Festas.

 
Antes 42,51 €
29,99 €
Você poupa 29 %