Livre-se da prisão de ventre

Livre-se da prisão de ventre

Livre-se da prisão de ventre


A prisão de ventre, ou obstipação, é o nome dado à dificuldade em evacuar, que se pode traduzir na ocorrência pouco frequente de dejeções, alteração no volume ou peso das fezes, necessidade de exercer muita força ou de recorrer a laxantes, supositórios ou clísteres, de forma a manter o trânsito intestinal regular. Sendo bastante prevalente na população portuguesa, a qualidade de vida dos indivíduos obstipados é, frequentemente, afetada pela presença de sintomas como desconforto, inchaço, flatulência, dor, e, em alguns casos, alterações do humor.
É um problema de causa multifatorial, que se encontra associado a um estilo de vida desadequado. De forma a resolver, ou, pelo menos, amenizar o problema, ponha em prática o seguinte:
- Hidrate-se!
80% das fezes são constituídas por água, pelo que é importante manter o organismo hidratado, de forma a facilitar o processo de evacuação. 
Além disso, quando consumimos grandes quantidades de fibra para pôr o organismo a funcionar, se não houver uma ingestão hídrica suficiente, o efeito produzido será o oposto.
Beba um mínimo de 1,5L de água ou outros líquidos não açucarados por dia, aumentando a sua ingestão em dias quentes e de treino;
- Ingira grandes quantidades de fibra.
A fibra, presente em maiores quantidades nos legumes, frutas, produtos integrais e alimentos enriquecidos neste nutriente, ajudam a aumentar o volume das fezes, estimulando a evacuação e regulando o trânsito intestinal. Para além dos grupos referidos, pode ingerir frutos oleaginosos e sementes alimentares, de forma a aumentar ainda mais o teor de fibra da sua alimentação. Se não tem o hábito de ingerir grandes quantidades de fibra, insira estes alimentos na sua rotina diária de forma gradual, de forma a evitar o aparecimento de flatulência ou de distensão abdominal;
- Evite ingerir produtos refinados.
Alimentos provenientes de farinhas refinadas ou açúcar são pobres em fibra, e são alvo de grande fermentação no intestino, que provocam o aparecimento de gases e de desconforto abdominal. O seu consumo deve, por isso, ser limitado;
- Atenção aos excessos.
Consumir grandes quantidades de proteína animal e de alimentos muito ricos em gordura provoca a acidificação do pH do intestino, dificultando o seu funcionamento. Evite abusar de alimentos muito condimentados, que irritam a mucosa intestinal;
- Mantenha-se ativa.
O exercício físico é fundamental para regular o trânsito intestinal, no sentido em que o exercício estimula os movimentos do intestino de forma natural. A recomendação é que se exercite diariamente. Não tendo essa possibilidade, deve praticar atividade física, pelo menos, três vezes por semana.
- De entre as frutas é de salientar o efeito promotor da motilidade intestinal da ameixa, laranja, abacaxi e kiwi. A banana pode dificultar o transito intestinal, pelo que deve ponderar a redução do seu consumo.
- Produtos à base de aloé vera parecem provocar o amolecimento das fezes, facilitando a sua eliminação.
- De todas as sementes, as de chia, são as que apresentam melhores resultados no tratamento da prisão de ventre. Antes de se deitar, coloque 1-2 colheres de sopa de sementes de chia num copo cheio de água e reserve. Na manhã seguinte inclua esta mistura pastosa no seu pequeno almoço.

A prisão de ventre, ou obstipação, é o nome dado à dificuldade em evacuar, que se pode traduzir na ocorrência pouco frequente de dejeções, alteração no volume ou peso das fezes, necessidade de exercer muita força ou de recorrer a laxantes, supositórios ou clísteres, de forma a manter o trânsito intestinal regular. Sendo bastante prevalente na população portuguesa, a qualidade de vida dos indivíduos obstipados é, frequentemente, afetada pela presença de sintomas como desconforto, inchaço, flatulência, dor, e, em alguns casos, alterações do humor.


É um problema de causa multifatorial, que se encontra associado a um estilo de vida desadequado. De forma a resolver, ou, pelo menos, amenizar o problema, ponha em prática o seguinte:


- Hidrate-se!

80% das fezes são constituídas por água, pelo que é importante manter o organismo hidratado, de forma a facilitar o processo de evacuação. 

Além disso, quando consumimos grandes quantidades de fibra para pôr o organismo a funcionar, se não houver uma ingestão hídrica suficiente, o efeito produzido será o oposto.

Beba um mínimo de 1,5L de água ou outros líquidos não açucarados por dia, aumentando a sua ingestão em dias quentes e de treino;


- Aumente o consumo de alimentos ricos em fibra.

A fibra, presente em maiores quantidades nos legumes, frutas, produtos integrais e alimentos enriquecidos neste nutriente, ajudam a aumentar o volume das fezes, estimulando a evacuação e regulando o trânsito intestinal. Para além dos grupos referidos, pode ingerir frutos oleaginosos e sementes alimentares, de forma a aumentar ainda mais o teor de fibra da sua alimentação. Se não tem o hábito de ingerir grandes quantidades de fibra, insira estes alimentos na sua rotina diária de forma gradual, de forma a evitar o aparecimento de flatulência ou de distensão abdominal;


- Evite ingerir produtos refinados.

Alimentos provenientes de farinhas refinadas ou açúcar são pobres em fibra, e são alvo de grande fermentação no intestino, que provocam o aparecimento de gases e de desconforto abdominal. O seu consumo deve, por isso, ser limitado;


- Atenção aos excessos.

Consumir grandes quantidades de proteína animal e de alimentos ricos em gordura provoca a acidificação do pH do intestino, dificultando o seu funcionamento. Evite abusar de alimentos muito condimentados, que irritam a mucosa intestinal;


- Mantenha-se ativa.

O exercício físico é fundamental para regular o trânsito intestinal, no sentido em que o exercício estimula os movimentos do intestino de forma natural. A recomendação é que se exercite diariamente. Não tendo essa possibilidade, deve praticar atividade física, pelo menos, três vezes por semana.

 

 


- De entre as frutas é de salientar o efeito promotor da motilidade intestinal da ameixa, laranja, abacaxi e kiwi. A banana pode dificultar o transito intestinal, pelo que deve ponderar a redução do seu consumo.


- Produtos à base de aloé vera parecem provocar o amolecimento das fezes, facilitando a sua eliminação.


- De todas as sementes, as de chia, são as que apresentam melhores resultados no tratamento da prisão de ventre. Antes de se deitar, coloque 1-2 colheres de sopa de sementes de chia num copo cheio de água e reserve. Na manhã seguinte inclua esta mistura pastosa no seu pequeno almoço.


Mostrar por página
Ordenado por
Biolax Plus
Biolax Plus

Melhora o trânsito intestinal, em sintonia como o seu ritmo natural.

14,73 €
Cáscara Sagrada
Cáscara Sagrada

Obstipação ocasional (prisão de ventre). Disquinésia hepatobiliar.

 

Antes

11,69 €
6,99 €
Você poupa 40 %
Easylax Forte
Easylax Forte

Regula o trânsito intestinal.

Antes

9,99 €
9,29 €
Você poupa 7 %
Dietlimão 100 Comprimidos
Dietlimão 100 Comprimidos

Depurativo e Regulador do Trânsito Intestinal

 

Antes

27,68 €
19,95 €
Você poupa 28 %
Dietlimão 50 Comprimidos
Dietlimão 50 Comprimidos

Depurativo e Regulador do Trânsito Intestinal

 

Antes

14,15 €
10,98 €
Você poupa 22 %
Dietlimão Gold 60 comprimidos
Dietlimão Gold 60 comprimidos

Depurativo e Regulador do Trânsito Intestinal

 

Antes

19,07 €
14,99 €
Você poupa 21 %
Drena Limão Lax
Drena Limão Lax

Melhora o trânsito intestinal, em sintonia como o seu ritmo natural.

11,90 €