Curcuma: benefícios na saúde

Curcuma: benefícios na saúde

Curcuma: benefícios na saúde

A curcuma, também conhecida como açafrão-da-índia, tumérico ou açafrão-da-terra, é uma especiaria que se elevou à categoria de super-alimento, considerando os potenciais benefícios na saúde.

 

Esta raíz levemente picante é próxima do gengibre, mas de cor laranja, e é um dos principais ingredientes do caril, muito utilizado na Índia como condimento e onde se observam taxas de cancro muito inferiores ao resto do mundo. Pensa-se, pois, que esta baixa incidência da doença possa estar associada ao elevado consumo de caril em pó, sobretudo pela ingestão de curcuma.

 

A sua cor amarela alaranjada é o que dá cor ao caril (mistura de especiarias) e resulta da presença do pigmento curcumina. É este pigmento, fortemente antioxidante, que dá à curcuma parte dos seus benefícios na saúde, sendo que através da sua actividade na redução da inflamação e no controlo do stresse oxidativo parece potenciar uma protecção de saúde contra inúmeras doenças crónicas, das neoplasias (cancros) às dislipidémias, diabetes, aterosclerose, doenças neuro-degenerativas, alergias, doenças inflamatórias e auto-imunes. De referir que a curcumina não é bem absorvida pelo nosso organismo, pelo que se recomenda a sua conjugação com pimenta preta para uma melhor absorção.

 

De entres os benefícios da curcuma (curcumina) destacam-se:

·         Depressão: a curcumina parece ter potencial para auxiliar no tratamento desta doença, ajudando à acção de fármacos anti-depressivos;

·         Diabetes tipo 2: ajuda à prevenção e controlo da doença por duas vias: por um lado, ajuda ao controlo dos níveis de açúcar no sangue (glicémia); por outro lado, actua como anti-inflamatório;

·         Infecções virais: herpes ou gripe, dois exemplos de infecções causadas por vírus, podem ser tratadas com a ajuda da curcuma;

·         Síndrome pré-menstrual: o consumo de curcuma está associado à redução da severidade deste síndroma, sobretudo ao nível das cólicas;

·         Colesterol elevado: o seu potencial anti-inflamatório pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol LDL (“mau” colesterol), além de proteger os vasos sanguíneos da oxidação;

·         Alzheimer: a inflamação crónica é uma característica das pessoas com esta doença, e a curcuma actua na sua prevenção através da actividade anti-flamatória que possui;

·         Artrite: dor, edema e inflamação das articulações sao manifestações característicos da artrite, e a curcuma parece poder ajudar no controlo destes sintomas;

·         Cancro: em estudos realizados com animais e em laboratorio, a curcumina demonstrou ser capaz de inibir o crescimento de alguns tumores. Não foram feitos estudos em humanos, pelo que não se pode concluir ainda da sua eficácia, alertando-se ainda para a possível interacção da curcumina com alguns quimio-terápicos;

·         Síndrome do cólon irritável: nalgumas pessoas, parece ajudar a controlar as fases agudas deste síndrome, reduzindo sobretudo o sintoma de cólicas abdominais;

·         Enxaquecas: tal como o seu “primo” gengibre, também a curcuma parece ser uma ajuda à prevenção ou auxílio no tratamento de enxaquecas.

:: ARTIGOS RECOMENDADOS PARA SI

 

cebola1.jpg 10alimentosparamelhorarasaude-02 10alimentosquefazemperderpeso-02.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 


Mostrar por página
Ordenado por
Drena Limão Detox
Drena Limão Detox

2 em 1: Drena e Desintoxica.

23,10 €